Blogagem coletiva: 10 dicas de viagem que só uma mãe pode dar

Conheço muita gente que tem medo de viajar com os filhos pequenos. Sofre por antecipação os perrengues pelos quais imagina que vai passar. Recebo inúmeras mensagens dizendo que sou corajosa por viajar com minha filha desde que ela era bebê. Viagem com crianças tem lá os seus perrengues sim. Mas tem muito mais alegria e benefícios do que você pode imaginar. Pensando nisso, nós, do grupo Expert em Viagens com filhos resolvemos celebrar o Dia das Mães com uma Blogagem Coletiva. Cada blogueira participante reuniu em seu post 10 dicas de viagem que só uma mãe pode dar. Um presente para as mães que amam viajar e uma forma de encorajar aquelas que ainda estão com medo.

blogagemcoletivamaes

As minhas dicas estão aqui e no final desse post você encontra a lista dos outros blogs participantes. Muitas mamães dividindo suas experiências e incentivando as famílias a botarem o pé na estrada. Porque para nós, não existe presente melhor do que viajar e amamos dividir isso com o mundo. Então confira nossas dicas e comece a preparar sua próxima viagem.

Dicas de Viagens de Mãe

Uma coisa que sempre me perguntam a respeito das minhas viagens com a Giovanna é sobre a comida. Como ela se alimenta? Como mantenho (ou pelo menos tento manter) a alimentação dela? Por isso, as cinco primeiras dicas desse post são exatamente sobre a alimentação. Minha experiência nesses 21 meses de mamãe viajante que espero que possa ajudar outras mamães que também gostam de colocar o pé na estrada com os pequenos.

Alimentação em Viagens

  • Se o bebê ainda comer papinhas, acostume a dar as papinhas em temperatura ambiente. Facilita muuuuuito na hora que você está fora de casa. Assim você não precisa ficar procurando um microondas na hora de dar a papinha pra ele. O mesmo para mamadeiras. Nada de esquentar água pra fazer mamadeira. Dê natural mesmo, pra facilitar quando você estiver em trânsito. Já crie esse hábito em casa pra na hora das viagens não passar perrengue e seu filho não estranhar caso você precise dar papinha ou mamadeira sem esquentar. Criei a Giovanna assim e ela sobreviveu, podem acreditar! 😉
  • Pra facilitar, tenha colheres descartáveis. Sim, descartáveis. Sabe a colherzinha de plástico que você compra de pacote para as festinhas de aniversário? Essas mesmo. Assim, depois da refeição, você não tem que ficar preocupada em lavar a colher que seu bebê usou pra comer. Sei que não parece uma ideia muito sustentável, mas pra quem viaja muito, facilita a vida. É uma preocupação a menos.
  • A dica de descartáveis vale também para babadores. Por que ficar carregando mais uma peça de roupa suja na mala? Adote os babadores descartáveis pra vida ficar mais fácil na hora das refeições.
  • Se o bebê já come comida de adultos, escolha restaurantes com menus variados que ofereçam de tudo. Giovanna ama massas e legumes, o que facilita bastante a escolha do seu prato. Alguns restaurantes têm menu kids, mas às vezes não compensa. Se os pratos forem bem servidos, peça um pratinho extra e compartilhe sua refeição e a do papai com seu filho. De um modo geral, os restaurantes aceitam numa boa. As sopas servidas na entrada também costumam ser sucesso com a Giovanna e são ótimas opções pra manter a alimentação mais saudável.
  • Essa é clichê, mas vale repetir: tenha sempre em mãos alguns snacks que seu filho goste e que possa distraí-lo tanto nos trajetos (seja de carro ou avião) quanto ao longo do dia, durante os passeios. Sempre levo biscoitos de arroz, bolachas, frutas, sachês de frutas e de iogurte – Giovanna ama! Pense no que seu filho gosta e procure sempre ter em mãos para os intervalos. Isso evita muito transtorno e serve de socorro também caso a criança não queira a comida dos restaurantes (isso pode acontecer, mas fique tranquila: eles não vão morrer de fome não!).

Dica extra: relaxe! Você está viajando e sair um pouquinho da rotina não vai fazer mal. Liberar uma guloseima ou outra nesses momentos também não vai ser o fim do mundo. Permita-se! E permita que seu filho curta a viagem com você!

Lugares e Destinos

Para que seu filho também possa curtir a viagem, deixe que ele explore os ambientes. Essa é a dica máxima. Permita que ele sinta cada lugar do jeito dele. Se ele já andar, deixe-o caminhar um pouco pelos lugares. Selecione passeios especiais para ele também. Vale tudo. Uma pracinha, um parquinho, um aquário, um zoológico e até mesmo museus. Existem muitos museus interativos voltados para crianças e proporcionar isso ao seu filho é, sem dúvidas, um presente muito melhor que qualquer bem material. Ele vai aprender sobre o mundo e, ao seu lado, construir as melhores memórias da infância. Se você ainda está com medo de viajar com seu filho pequeno, pense nisso. Reconsidere. A experiência de viajar com crianças é enriquecedora – e viciante!

Viajando com a Giovanna, passei a escolher sempre algum lugar que vai fazer com que ela aproveite a viagem também. O destino sempre é pra nós, mas tento escolher pelo menos um passeio voltado pra ela. Pensando nisso, a segunda parte do post é sobre lugares e destinos. E resolvi falar de lugares de um destino específico, a Suíça, país que merece entrar no seu próximo roteiro de viagens para a Europa.

Depois de morar quatro anos na Suíça, não digo que conheço o país como a palma da minha mão, mas tenho dicas valiosas sobre diversos lugares. Giovanna nasceu lá e conseguimos aproveitar bastante o período que vivemos no país dos alpes. E se tem uma coisa que não falta na Suíça é lugar pra criança. Toda cidade tem uma praça, um parquinho… Enquanto você se delicia com a paisagem dos Alpes e dos lagos maravilhosos que a Suíça tem, seu filho se diverte em um dos parquinhos e pracinhas por ali. Mas existem ainda alguns passeios bem específicos que considero imperdíveis, então vamos a eles:

No inverno, a melhor pedida é o Tobogganing Park, em Leysin. Vale a pena tirar um dia para levar a criançada pra escorregar na neve. Tenho post sobre esse parque (só clicar aqui) da primeira vez que fomos (muito antes da Giovanna nascer). As pistas maiores são para crianças a partir dos 7 anos, onde os adultos também se divertem, mas o lugar tem uma mini-pista para os pequenos também.

Rochers-de-Naye, em Montreux. Essa é uma super atração também para o inverno, principalmente às vésperas do Natal. Lá, é possível visitar a casa do Papai Noel (post completo sobre essa visita nesse link aqui). Mas se você for em outra época do ano, vale também visitar essa montanha pra contemplar a vista e ver as marmotas que são criadas por lá. As crianças adoram!

Nest Museum, em Vevey. O Nest é o museu que conta a história da Nestlé. Recém-inaugurado em Vevey, é um dos museus mais modernos que já visitei. Super interativo, garante muita diversão pra toda família. Post completo sobre ele clicando aqui.

Fábrica de Chocolate Maison Cailler, em Broc. Esse passeio também agrada todas as idades, afinal, chocolate suíço tem fama mundial e conhecer uma Fábrica de chocolates é no mínimo interessante. Se essa visita combinar atrações interativas e degustação fica ainda melhor, não é mesmo? Dá pra se sentir o próprio Willy Lompa na Fantástica Fábrica de Chocolates. Vale a pena se programar. Veja o site da Maison Cailler para mais detalhes.

E por fim, uma visita a um Castelo medieval. A Suíça é repleta de castelos abertos para visita, alguns viraram verdadeiros museus, com exposições fixas ou temporárias. Deixo aqui a dica de dois. O Château de Chillon, em Montreux, um castelo simplesmente encantador situado às margens do Lago Léman. E o Château de Gruyères, na cidade medieval de Gruyère, meu cantinho favorito da Suíça (mais sobre o Chillon aqui e sobre Gruyère aqui).

Além de passear, você toma um banho de cultura e de história ao lado dos filhos. Quer mais motivos pra viajar?  Então não deixe de conferir os demais posts dessa Blogagem Coletiva especial do Dia das Mães. Viaje mais! Viaje sim! Se ainda tem dúvidas, corre pra ler os outros posts que estão recheados de incentivo. Já mudou de ideia e tá programando a próxima viagem? Corre também, porque dicas são sempre valiosas e conhecer diferentes visões de viajantes é também enriquecedor. Até a próxima viagem e… voilà!

Aqui no Viagens de Mãe vocês podem ainda ver esses dois posts com muitas outras dicas de viagem:

Ah! E um Feliz Dia das Mães para todas nós! Muitas viagens e carimbos no passaporte!

Relação de blogs participantes:

52 comentários sobre “Blogagem coletiva: 10 dicas de viagem que só uma mãe pode dar

  1. Pingback: 10 dicas de viagem que só uma mãe pode dar - Viagem em Detalhes

    1. Fernanda Diniz Post author

      kkkkkk Olha, Lili, uma amiga no Brasil me falou a mesma coisa sobre os babadores descartáveis. Será que isso é coisa aqui da Europa? Beijos e obrigada pelo carinho!

      Responder
    1. Fernanda Diniz Post author

      Fran, a Suíça é apaixonante, sou suspeita pra falar! Beijos e obrigada pela visita!

      Responder
  2. Érica França

    Cada lugar lindo na Suíça. Eu também sou adepta dos parquinhos, onde vamos deixamos a Carol explorar e brincar nos escorregadores, gangorras e brinquedos “diferentes”

    Responder
    1. Fernanda Diniz Post author

      Parquinho é vida, não é mesmo? Aqui na Alemanha estou simplesmente apaixonada por eles! 🙂

      Responder
  3. Pingback: Como viajar sem os filhos numa boa | Família Viagem

  4. Pingback: Viajar em família: 10 dicas que só uma mãe viajante pode dar - Cantinho de Ná

  5. Pingback: [Blogagem Coletiva] 10 Dicas de viagem que só uma mãe pode dar | Viajando de Carro

  6. Susana

    Adorei o post, e a “protagonista” é uma fofa. A ideia de relaxar, vale para todas as idades. E, cabe a nós, mães a nos adaptarmos a isso. Feliz Dia das Mães.

    Responder
  7. Pingback: 10 DICAS DE VIAGEM QUE SÓ UMA MÃE PODE DAR | Gosto e Pronto

  8. Debora Godoy Segnini

    Bem bacana seu relato. E claro, quando viajamos com as crianças, temos que tentar, ao máximo, arrumar um jeito de que eles aproveitem a viagem também, adaptando roteiros e lugares. Adorei! Feliz Dia das Mães. Um bj

    Responder
    1. Fernanda Diniz Post author

      Não é, Cintia? Se até a gente costa de sair um pouquinho da rotina de alimentação, por que não permitir que os pequenos tb saiam? Beijos e obrigada!

      Responder
  9. Pingback: 10 Dicas de Viagem que só uma mãe pode dar - Carregando Malinhas

  10. Aline Figueiredo

    Parquinho agrada qualquer criança em qualquer lugar do mundo né?
    Adorei as dicas das colheres e babadores descartáveis e também super concordo que a uma experiência é melhor que qualquer presente que podemos comprar!
    Parabéns pelo post e pelo dia das mães!

    Responder
  11. Adriana Pasello

    oi Fernanda
    Que bacana encontrar outra mãe que já usou muito descartáveis! Meu irmão me deu uns americanos que eu conseguia usar algumas vezes antes de descartar.
    Felizmente para mim, uma amiga compartilhou a dica de comida e bebida em temperatura ambiente. Nossa, como ajuda em viagens!
    Agora, o que foi uma flechada no meu coração foi você falar que Gruyère é seu canto favorito na Suíça. É um dos meus também!!!!!! Gastei um dia inteirinho explorando essa fofa com meus dois filhos. Muitas saudades desse dia, muitas mesmo.
    Bjks
    Adriana

    Responder
    1. Fernanda Diniz Post author

      Ai, Adriana, tenho um caso de amor com Gruyère! rsrs
      Perdi as contas de quantas vezes fui até lá… e todas as vezes foram mágicas! Nunca foi chato! Volto mais outras tantas se necessário – na verdade, se possível! 😉
      Beijo grande e obrigada!

      Responder
    1. Fernanda Diniz Post author

      Sou suspeita pra falar da Suíça… muito amor por esse país! Fico feliz que tenha gostado das dicas e espero que logo você possa segui-las! Beijos!

      Responder
  12. Kelly Resende

    Que legal seu post! Adorei as dicas da Suíça, aumentou muito minha vontade de conhecer! Os parquinhos da Europa em geral são fantásticos, minha filha curtiu muito quando fomos.
    Abraços

    Responder
    1. Fernanda Diniz Post author

      Obrigada, Kelly! Que bom saber que gostou das dicas! Espero que logo você possa usá-las visitando esse país que tanto amo! Beijo grande!

      Responder
  13. Ana Carolina Miranda

    Também acostumei meu pequeno a comer e beber coisas na temperatura ambiente. Essa dica é valiosa, pois ajuda muito. Lembro das vezes que viajei com minha irmã. Minha sobrinha só toma leite quente. Enquanto o meu filho já tinha bebido toda a sua mamadeira ela ainda estava tentando encontrar lugar para esquentar. Ótimas dicas. Bjs

    Responder
    1. Fernanda Diniz Post author

      Pois é, Carol… tb adotei a temperatura ambiente pensando numa viagem que fiz com minha irmã e minha sobrinha ainda bebê (Giovanna nem sonhava nascer rsrs). Era um stress encontrar lugar pra esquentar água e papinha. Muito mais prático acostumá-los assim, né? E ainda mais a gente que curte colocar os pés na estrada! Beijos pra vc!

      Responder
  14. Rosângela

    Muito legais as dicas! É sempre muito importante encaixar atividades para as crianças. Nas nossas viagens também, o destino é sempre para nós, mas sempre nos preocupamos em fazer atividades específicas para as crianças. Tem dado muito certo! Um grande abraço!

    Responder
    1. Fernanda Diniz Post author

      Lanchinhos práticos, né? Tb vivo carregando fruta (uvas são as preferidas, fáceis de carregar e a Giovanna ama!). 🙂

      Responder
  15. Debora Galizia

    Os descartáveis quebram um galho nas viagens e também concordo que sair um pouco da rotina, não faz mal a ninguém. Também amei a Suíça e meus pequenos também!
    Parabéns!

    Responder
    1. Fernanda Diniz Post author

      Adoro saber que tem muita gente que pensa como eu! Beijos e obrigada pela visita!

      Responder
  16. Renata Ungier

    Amei o post, Fê! Realmente, reis em comum o espírito prático! Kkkk Sempre acostumei o Dudu a sopinha, leite, sucos etc à temperatura ambiente. Até hoje, ele leva água de coco pro recreio da escola, sem stress por não estar gelado. E fiquei babando nessas atrações da Suíça… um lugar incrível, se é que vc já não conhece, é o museu dos transportes em Lucerna. Foi o passeio favorito do Dudu aí pelas suas terras. Beijo grande!

    Responder
      1. Fernanda Diniz Post author

        Oi Rê! Obrigada pela visita!
        Sim, conheci o Museu dos transportes e tb ameeeeiiiii! Uma pena que entramos um pouco tarde e fizemos a visita um pouco às pressas, mas ainda quero ter a chance de voltar! É outro passeio certeiro com crianças pra quem visita a Suíça, né? Beijão!

        Responder
    1. Fernanda Diniz Post author

      Pois é, Ana Paula! Isso tb me encanta! E na Alemanha estou ainda mais surpreendida com os parquinhos. Sempre tem um perto de onde vc está! Beijos e obrigada pela visita!

      Responder
  17. Helen Waldemarin

    Adorei suas dicas! Os lugares pra conhecer na Suíça deram agua na boca!!!
    A dica da mamadeira em temperatura ambiente assino embaixo. Também sempre dei assim e foi uma facilidade nas viagens!

    Responder
  18. Bárbara Calmeto

    Adorei seu post e acho que quanto mais rápido a gente acostumar as crianças com comida normal mais fácil. Facilita a vida e as viagens. bjs

    Responder
  19. Simone Hara

    Adorei o post e as dicas. Minhas filhas também desde pequena acostumaram as não serem chatinhas com comida e um doa primeiros passos foi mesmo fazer elas se acostumarem com papinha na temperatura ambiente.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *